6 dicas para incentivar seus colaboradores a cuidar da saúde

6 dicas para incentivar seus colaboradores a cuidar da saúde

Incentivar colaboradores a cuidar da saúde é preocupação recorrente em muitas empresas, e não por acaso. Afinal, o bem-estar está diretamente relacionado com a produtividade e motivação da equipe.

Ao criar ações de promoção da saúde, sua organização incentiva os profissionais a manter hábitos mais saudáveis, o que garante melhor qualidade de vida e pode reduzir atrasos e faltas (absenteísmo). Além disso, essas ações demonstram o comprometimento da empresa com sua equipe, melhorando a motivação e o clima organizacional.

Acompanhe neste artigo 6 boas maneiras de incentivar colaboradores a cuidar da saúde.

Saiba mais: site de beleza

1. Faça campanha contra o tabagismo
Os problemas de saúde provocados pelo fumo afetam a qualidade de vida dos trabalhadores e são um dos fatores que contribuem para faltas e atrasos. Além disso, sair do escritório ao longo do dia para fumar também afeta a produtividade.

Fumantes muitas vezes formam grupos de conversa e podem deixar as estações de trabalho por vários minutos por dia para fumar juntos. Além disso, o tabagismo ainda provoca uma dependência psicológica: o trabalhador deixa para começar uma tarefa depois de fumar um cigarrinho.

A empresa pode incentivar os fumantes a combater o vício por meio de ações que mostrem os problemas de saúde causados pelo cigarro, oferecendo apoio psicológico e acompanhamento médico.

Aos fumantes pode ser sugerido o consumo de frutas e verduras que inicialmente substituam o vício, como cenoura ou maçã, cortadas em fatias pequenas. Sob recomendação médica, o fumante também pode ser orientado a usar adesivos de nicotina.

Finalmente, ele pode ser desafiado, de forma amigável, a treinar para terminar uma corrida de 5 ou 10 quilômetros no fim de semana, o que é muito difícil sem largar o cigarro.

2. Incentive a alimentação saudável
Bons hábitos alimentares são essenciais para uma vida saudável; no entanto, muitas pessoas não se dão conta disso e correm o risco de desenvolver doenças causadas pela má alimentação e falta de nutrientes.

Há diversas ações que podem ser realizadas para incentivar a alimentação saudável e melhoria na saúde dos profissionais. Como o exemplo deve vir de cima, a mudança mais importante pode estar no restaurante ou cantina da empresa.

Algumas organizações oferecem frutas no cardápio, além de acompanhamento com nutricionista e programas de educação alimentar.

Outro bom programa é incentivar que o trabalhador traga a marmita de casa. Para isso, sua empresa deve se assegurar de que há um espaço para preparação da comida, com pelo menos um forno de micro-ondas, uma pia e uma boa mesa para refeições.

Uma geladeira comunitária na qual os colaboradores possam deixar frutas, iogurte, etc. também é essencial.

Finalmente, deve haver tempo suficiente de horário de almoço para garantir que todos se alimentem bem. Se o negócio não tem cantina própria e fica longe de restaurantes, serão necessárias soluções criativas para que a equipe não dependa de enlatados e salgadinhos.

O mais importante é que o trabalhador entenda os benefícios dessa prática e procure modificar os hábitos alimentares.

3. Promova atividades físicas para melhorar a saúde da equipe
A atividade física é outro fator importante para garantir a uma vida saudável. Além de melhorar o condicionamento físico e a disposição, ela também previne doenças e contribui para a interação dos trabalhadores.

Umas das ações que pode ser aplicada no ambiente de trabalho e agrega inúmeros benefícios tanto à empresa quanto aos profissionais é a ginástica laboral. Essa atividade proporciona

momentos de relaxamento,
alivia tensões,
melhora a condição física e mental da equipe e
previne doenças laborais causadas por postura inadequada e lesões de esforço repetitivo.
Na ginástica laboral, normalmente um profissional comparece às estações de trabalho (uma ou duas vezes por dia) e realiza uma bateria de exercícios de poucos minutos para combater a lesão por esforço repetitivo e melhorar o alongamento.

Outra ação para incentivar colaboradores a cuidar da saúde é o convênio com academias. Grandes corporações como a Google possuem em seus escritórios instalações completas para exercícios, incluindo estúdios de pilates e paredes de escalada.

Sua empresa não precisa chegar a tanto, uma vez que feito semelhante pode ser obtido oferecendo cartões de desconto aos colaboradores que os permitam frequentar academias já existentes, como você verá com mais detalhes ao fim deste texto.

As campanhas de atividades físicas não se restringem ao espaço da empresa ou a ela conveniados. Pode incluir o incentivo aos exercícios também fora do horário de expediente e nos fins de semana. Por exemplo, o RH pode distribuir panfletos sugerindo a formação de grupos de corrida, de passeios ao ar livre ou a formação de torneios de futebol.

Um campeonato ou “olimpíada” da empresa também pode ser organizado, com diferentes competições esportivas, de modo que profissionais de todos os perfis possam competir na atividade de que mais gostam, possivelmente ganhando prêmios.

Finalmente, nem só de esporte vivem os exercícios físicos. Hábitos simples, se adotados e estimulados corretamente, podem fazer grande diferença. Adote na empresa a campanha de “para subir um andar ou descer dois, use a escada em vez do elevador”.

Se cada e-mail for trocado por uma caminhada até a sala do colega, ao final do mês pode-se ter percorrido mais de um quilômetro. Por fim, trocar o carro pelo ônibus ou metrô para chegar ao trabalho também ajuda a andar mais.

4. Crie campanhas temáticas
A falta de orientação e conhecimento é um dos fatores que impedem a prevenção de doenças. Por isso são tão comuns ações cujo objetivo é educar as pessoas, como

a campanha do Outubro Rosa, relacionada ao controle do câncer de mama;
já o Novembro Azul, para o câncer de próstata;
e o Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio.
Essas ações também devem ter espaço dentro das empresas.

Para isso, analise o perfil dos seus profissionais e defina campanhas temáticas, voltadas para a saúde da mulher ou do homem, para o combate à diabetes, à hipertensão e a outras doenças. Não é preciso inventar muito. O calendário já está cheio de ações temáticas para a saúde, com grande repercussão na mídia e até ajuda das luzes coloridas que iluminam o Congresso em Brasília.

Algumas campanhas da Organização Mundial da Saúde incluem o Dia sem Tabaco (31 de maio), Dia Mundial da AIDS (1º de dezembro), Dia do Doador de Sangue (14 de junho), Semana Mundial da Vacinação (24 a 30 de abril) e outros. Uma boa sugestão é escutar seus colaboradores e conferir se eles têm especial motivação para aderir a uma dessas campanhas e quem sabe militar por ela.

Outra data famosa é o Dia Mundial Sem Carro (22 de setembro), que incentiva as pessoas a irem ao trabalho de transporte público, bicicleta ou a pé. Naturalmente, esse tipo de ação só dará certo se o exemplo vier de cima: os profissionais devem perceber que o chefe também não usou carro nesse dia.

Algumas campanhas marcadas por um dia podem se estender para o mês inteiro. É o caso de dezembro, que pode ter várias ações sobre a prevenção contra infecções sexualmente transmissíveis.

5. Incentive o consumo de água
Com a tendência crescente da sustentabilidade, é cada vez mais comum o esforço para reduzir o consumo de eletricidade e água nas empresas. Mas aqui não estamos falando da água para lavar carros — e sim da água para a gente beber.

Manter-se hidratado é uma das condições mais importantes para evitarmos dores de cabeça e mal-estar, além de garantir o bom funcionamento de cérebro, coração e músculos. É importante consumir água aos poucos ao longo do dia, em vez de beber grandes quantidades de uma só vez.

Uma forma simples de incentivar o consumo de água é presentear os profissionais com garrafinhas com a logomarca da empresa. Filtros e galões devem ser instalados em locais acessíveis. Máquinas automáticas de vendas podem ainda fornecer outros líquidos, como isotônicos, água de coco e sucos (preferencialmente sem adição de açúcar).

Em ambientes com ar-condicionado, os esforços devem ser redobrados, porque esse tipo de aparelho deixa a pele ressecada e pode contribuir para irritações nos olhos e nas mucosas. Beber água é a melhor defesa.

6. Faça parcerias com academias e farmácias
Para alcançar o sucesso, nada melhor do que contar com a ajuda de quem entende. Ao formar parcerias com instituições como academias de ginástica e farmácias, sua empresa passa a incentivar colaboradores a cuidar da saúde imediatamente e com custos reduzidos.

Afinal, sua empresa não precisa investir em espaço, equipamentos ou personal trainers se pode simplesmente oferecer condições exclusivas para seus trabalhadores frequentarem uma academia.

Descontos em farmácias e drogarias também contribuem para a saúde da sua equipe — e não apenas quando os profissionais já estiverem doentes. Muitos medicamentos, como cremes e vitaminas, funcionam de forma preventiva. Um bom desconto pode ser o empurrão que seu colaborador precisa para começar a cuidar melhor do corpo.

Nesses planos os trabalhadores podem contar com cartões de desconto e consultar as condições de cada estabelecimento.

Desenvolver ações para incentivar colaboradores a cuidar da saúde agrega vantagem à empresa e aos integrantes da equipe. Afinal, o negócio garante profissionais mais saudáveis e satisfeitos, o que contribui para motivação e melhor desempenho. Já os colaboradores têm a chance de modificar hábitos, melhorar a qualidade de vida e prevenir problemas de saúde.

Referência: https://www.valpopular.com

Leave a Reply